Agricultura

Safra de trigo é afetada pelas condições climáticas do Sul

O processo do plantio do trigo na América do Sul continua abaixo do que é considerado normal e acarreta problemas na safra da região sul do Brasil.

Segundo dados da Emater RS, em consequência das condições climáticas, foram plantados 53% do trigo de inverno,  que é abaixo da quantidade prevista pelos agricultores, ou seja, um total de 75% é que ideal para a época no ano, no Rio Grande do Sul.

Além disso, devido às chuvas, o plantio ocorreu com um considerável atraso, o que acabou prejudicando a safra. A previsão da Emater é que a safra do trigo no estado caia em 6,4% ao decorrer do ano, o que resulta em um total de 727.700 hectares.

No inicio do mês de junho, houve um desânimo geral por parte dos agricultores em relação aos preços baixos e às fortes chuvas. Em consequência disso,  muitos acabaram por plantar menos trigo do que o esperado.

Queda nas safras do trigo

Os problema com o plantio de trigo não se limita somente ao Sul do Brasil. Na Argentina, a safra está ameaçada pelas recentes geadas e quedas bruscas de temperatura. Segundo a Bolsa de Cereais de Córdoba, os agricultores realizaram o plantio de 1,44 milhões de hectares, que que significa 3% a menos em relação ao ano de 2016.

Na Argentina, a primeira geada ocorreu no final de maio, seguida por mais duas em junho, o que acarretou um impacto negativo no plantio de trigo. Devido à tais problemas, muitos agricultores preferiram o cultivo do  grão de bico em substituição.

Leia também: Safra de milho aumenta consideravelmente em Mato Grosso do Sul

Video

Flickr